“Embora suas realidades sejam moldadas por uma ampla diversidade de circunstâncias, o desejo de criar uma mudança construtiva e uma capacidade de serviço significativo – ambas características do seu período de vida – não se limita a qualquer raça ou nacionalidade, nem depende de meios materiais. Esse brilhante período da juventude do qual vocês participam é vivenciado por todos – mas ele é curto e é afligido por numerosas forças sociais. Quão importante é, então, esforçar-se por estar entre aqueles que, nas palavras de ‘Abdu’l-Bahá, ‘colheram o fruto da vida’.”

— A Casa Universal de Justiça

A juventude desempenhou um papel vital na história bahá’í. O próprio Báb declarou Sua missão quando tinha apenas vinte e cinco anos, e muitos entre o grupo de Seus seguidores estavam no início de sua juventude quando abraçaram Sua Revelação. Durante os ministérios de Bahá’u’lláh e ‘Abdu’l-Bahá, jovens estavam na vanguarda dos esforços para proclamar a mensagem da nova Fé e para compartilhar seus ensinamentos com outros.

Seguindo no caminho que essas e outras figuras extraordinárias abriram, milhares de jovens bahá’ís levantaram-se, em cada geração, para responder ao chamado de Bahá’u’lláh. Seus esforços são guiados pelo Dirigente da Fé — hoje a Casa Universal de Justiça — que encoraja os jovens bahá’ís a aproveitarem o zelo e o entusiasmo característicos do período da juventude para assim fazerem contribuições decisivas para o avanço da civilização espiritual e material.

O escopo da orientação e do encorajamento providos pela Casa Universal de Justiça e da resposta dos jovens bahá’ís hoje é demasiado vasto, assim como são demasiadamente diversificadas as atividades que ele inspira, para serem aqui descritos em sua totalidade. Desse modo, as páginas deste conjunto de tópicos focalizam em um exemplo: uma série de conferências em 114 localidades ao redor do mundo, realizadas em 2013, juntamente com ondas de reuniões menores que aconteceram desde então.

Você pode ler a mensagem da Casa Universal de Justiça dirigida a dezenas de milhares de jovens participantes, assistir uma série de filmes curtos intitulada “Para Servir à Humanidade”, e visualizar relatórios de cada uma das reuniões de 2013 em uma seção especial do site da Bahá’í World News Service.