“Esses santos Manifestantes têm sido como o aparecimento da primavera no mundo… Pois cada primavera é tempo de uma nova criação...”— ‘Abdu’l-Bahá

A Fé Bahá’í teve início com a missão confiada por Deus a dois Mensageiros Divinos — o Báb e Bahá’u’lláh. Hoje, a unidade distintiva da Fé por Eles fundada provém de instruções explícitas de Bahá’u’lláh, que asseguram a continuidade da orientação depois de Sua Ascensão. Essa linha de sucessão, referida como o Convênio, passou de Bahá’u’lláh para Seu filho ‘Abdu’l-Bahá e, posteriormente, de ‘Abdu’l-Bahá para Seu neto, Shoghi Effendi, e a Casa Universal de Justiça, ordenada por Bahá’u’lláh. Cada bahá’í aceita a autoridade divina do Báb, de Bahá’u’lláh e desses sucessores nomeados.

O Báb »

(1819-1850)

O Báb é o Arauto da Fé Bahá’í. Em meados do século XIX, Ele anunciou ser o portador de uma mensagem destinada a transformar a vida espiritual da humanidade. Sua missão foi preparar o caminho para o advento de um segundo Mensageiro de Deus, maior do que Ele próprio, que traria uma era de paz e justiça.

Bahá’u’lláh »

(1817-1892)

Bahá’u’lláh - a “Glória de Deus” - é o Prometido predito pelo Báb e por todos os Mensageiros Divinos do passado. Bahá’u’lláh trouxe uma nova Revelação de Deus para a humanidade. Milhares de versículos, cartas e livros fluíram de Sua pena. Em Seus escritos, delineou uma estrutura para o desenvolvimento de uma civilização global que leva em conta tanto a dimensão espiritual quanto a material da vida humana. Por consequência, Ele suportou 40 anos de aprisionamento, tortura e exílio.

‘Abdu’l-Bahá »

(1844-1921)

Em Seu testamento, Bahá’u’lláh nomeou Seu filho mais velho, ‘Abdu’l-Bahá, como um intérprete autorizado de Seus ensinamentos e o Dirigente da Fé. Em todo o Oriente e Ocidente, ‘Abdu’l-Bahá tornou-se conhecido como o embaixador da paz, um ser humano exemplar, e o principal expoente de uma nova Fé.

Shoghi Effendi »

(1897-1957)

Nomeado por ‘Abdu’l-Bahá como o Guardião da Fé Bahá’í, Seu neto mais velho, Shoghi Effendi, passou mais de 36 anos nutrindo sistematicamente o desenvolvimento, aprofundando o entendimento, e fortalecendo a unidade da comunidade bahá’í, à medida que ela crescia cada vez mais, de modo a refletir a diversidade de toda a raça humana.

A Casa Universal de Justiça »

(estabelecida em 1963)

O desenvolvimento da Fé Bahá’í em todo o mundo é hoje orientado pela Casa Universal de Justiça. Em Seu livro de leis, Bahá’u’lláh instruíu a Casa Universal de Justiça a exercer uma influência positiva para o bem-estar do gênero humano, a promover a educação, a paz e a prosperidade global, e a salvaguardar a honra humana e a posição da religião.