“Dize: a Natureza, em sua essência, é a incorporação de Meu Nome, o Originador, o Criador.” –Bahá’u’lláh

Natureza 

Uma Visão da Natureza

Os atributos de Deus são revelados em cada coisa criada. “A natureza”, escreve Bahá’u’lláh, “é a vontade de Deus e é sua expressão no mundo contingente e através dele”.1 É a incorporação do nome de Deus, “o Criador”.2

‘Abdu’l-Bahá nos diz que “O mundo, ou, de fato, cada um dos seres existentes, proclama-nos um dos nomes de Deus”.3 Estão “entesourados dentro cada átomo os sinais que dão eloquente testemunho da revelação daquela mais grandiosa luz”.4

Toda vez que volto meu olhar para Tua terra”, dirige-Se Bahá’u’lláh a Deus, “sou levado a reconhecer as evidências de Teu poder e os sinais de Tua generosidade. E quando contemplo o mar, sinto que ele me fala de Tua majestade, e da potência de Tua força, e da soberania de Tua grandeza. E a qualquer tempo que olho para as montanhas, descubro as insígnias de Tua vitória e os estandartes de Tua onipotência...5

Os escritos bahá’ís descrevem a natureza como um todo orgânico cujos vários sistemas e processos funcionam por leis e princípios estabelecidos.

Reflete sobre as realidades íntimas do universo, as sabedorias recônditas envolvidas, os enigmas, as inter-relações e as leis que a tudo governam; pois cada parte do universo está unida a cada uma das demais por vínculo mui poderosos e inflexíveis, que desequilíbrio algum permitem...6

‘Abdu’l-Bahá descreveu o crescimento e desenvolvimento gradual de todos os seres como “a organização divina universal, o sistema natural. A semente não se torna logo árvore; não é num instante que o embrião se transforma em homem; o mineral não se torna de repente pedra. Não, crescem e se desenvolvem gradativamente até atingirem o limite de sua perfeição”.7

O progresso, disse Ele em outra passagem, é a “expressão do espírito no mundo da matéria”.8 As verdades espirituais são expressadas em todos os níveis da criação , e cada novo grau acrescenta à capacidade do nível que lhe é inferior. No reino mineral, por exemplo, o espírito é expressado através do poder da coesão; no reino vegetal, através do poder do crescimento e reprodução; no reino animal, através do poder dos sentidos.

No reino humano, o espírito encontra expressão através do poder da mente. Ao mesmo tempo em que possui os poderes dos reinos vegetal e animal, os seres humanos têm a capacidade ímpar de imaginar, pensar, entender e falar.

Observações

Observação: